UA-116285209-1
  • Dr. Bruno Benigno

10 Perguntas importantes antes de fazer uma biópsia de próstata.


Biópsia de próstata | Preparo | Riscos | Indicação | Como é o procedimento?

Por: Dr. Bruno Benigno (CRM SP 126265)

  1. Quais os tipos de biópsia da próstata?

  2. É necessário fazer uma ressonância da próstata antes da biópsia?

  3. É necessário ficar internado?

  4. Qual o preparo para a biópsia de próstata?

  5. Quanto tempo de repouso é necessário após?

  6. Quais os riscos relacionados à biópsia?

  7. Quais os possíveis resultados de uma biópsia de próstata?

  8. Quais os próximos passos se um câncer for identificado?

  9. Qual a taxa de “erro” de uma biópsia de próstata?

A biópsia de próstata é um procedimento médico invasivo de pequeno porte indicada pelo urologista toda vez que é a suspeita da existência do câncer de próstata.

o resultado é dado através da avaliação da arquitetura microscópica do tecido removido da glândula.


As principais indicações de biópsia da próstata são, em homens com mais de 50 anos ou a partir dos 45 anos, nos homens de Raça Negra ou com histórico de um parente de primeiro grau que manifestou o câncer de próstata antes dos 60 anos de idade:


  • PSA no sangue > 4ng/ml, repetido e confirmado

  • Detecção de um nódulo suspeito durante o exame de toque retal

  • aumento acelerado dos valores de PSA (>0,75 ng/dl/ano)

  • Identificação de área suspeita em exame de imagem, como o ultrassom ou a ressonância magnética.

Existem basicamente duas técnicas de biópsia. A primeira é conhecida como técnica via retal, onde um aparelho fino de ultrassom é introduzido através do ânus. o equipamento fornece imagens em tempo real e proporcionar a remoção de no mínimo 12 fragmentos de diferentes áreas da próstata, utilizando uma agulha especial que evita o contato do tecido suspeito com áreas sadias.


A segunda técnica é conhecida como trans perineal. Nesta modalidade O mesmo equipamento de ultrassom via retal é utilizado para geração de imagens que guiam a remoção dos fragmentos. Fragmentos são obtidos utilizando uma agulha apropriada, introduzida através da pele do períneo ( área que fica entre a bolsa escrotal e o orifício anal).


Ressonância magnética é um exame de alta resolução e com maior sensibilidade que o toque retal para a detecção de áreas suspeitas. não é o exame obrigatório antes de uma biópsia de próstata, contudo quando realizada costuma fornecer informações importantes a respeito da anatomia da próstata e a identificação de possíveis áreas suspeitas e que normalmente ficaremos fora da área padrão de coleta de fragmentos. A ressonância multiparamétrica com campo de 3 Tesla oferece maior resolução de imagem.


Não é necessário uma internação hospitalar para a biópsia na grande maioria dos casos. o procedimento é dito ambulatorial, O que significa que o homem será liberado para casa no mesmo dia do procedimento.

O preparo para biópsia de próstata consiste na utilização de laxantes aplicados via retal horas antes do procedimento, com objetivo de manter a porção terminal do intestino Livre de material fecal sólido. Além disso, os médicos recomendam a utilização de antibióticos duas a três horas antes e em alguns casos sua utilização pode ser prolongada por alguns dias.


Homens com idade avançada ou com problemas de saúde não controlados podem necessitar um breve período de internação hospitalar para monitorização após a biópsia da próstata. essa recomendação varia em cada caso e geralmente é passada pela equipe clínica que cuida do preparo antes do procedimento.


Exames como hemograma, urina, eletrocardiograma, coagulograma e raio x de tórax são os mais comumente solicitados no preparo.


A biópsia é feita com sedação na maioria das vezes e é recomendado o repouso de 24 a 36 horas após o procedimento. Recomenda-se ainda a injeção de água ou sucos em grandes quantidades além de evitar atividades físicas mais intensas por até sete dias.

Os principais riscos relacionados a biópsia de próstata são:


  • sangramento na urina, que geralmente perdura por até 7 dias e some espontaneamente

  • infecção urinária, podendo levar a necessidade de utilização de antibióticos

  • febre e calafrios, que podem estar relacionados ao quadro conhecido como prostatite aguda

  • mal estar geral e náuseas, que podem durar por até 24 horas após o procedimento.

  • Todos os sintomas devem ser comunicadas à equipe médica sempre que ocorrerem.

Existem basicamente sete resultados mais frequentes em uma biópsia de próstata, são eles:

Tecido prostático normal

Hiperplasia benigna da próstata

Atrofia

Prostatite

Proliferação atípica de pequenas glândulas (ASAP)

Neoplasia intra epitelial

Câncer de próstata


Uma vez que o câncer é diagnosticado a equipe médica fará uma avaliação completa de sua extensão, agressividade e adequação do tratamento individualizada Para cada homem.


Exames como a cintilografia dos Ossos, ressonância magnética ou tomografias são comumente utilizados com este propósito. Uma avaliação física completa pela equipe clínica, cardiologista equipe de anestesia são as etapas subsequentes.

A biópsia é um método Seguro porém apresenta uma taxa de até 30% de falso negativo, isso significa que 3 em cada 10 homens com câncer de próstata podem não ter sua doença detectada após a primeira biópsia, ou agressividade da doença indicada na biópsia pode ser diferente da agressividade identificada após a remoção completa do órgão.


Para saber mais visite: www.clinicauroonco.com.br


Agende uma avaliação aqui (WhatsApp)

©  2019 por Clínica Uro Onco. Responsável técnico: Dr. Bruno Benigno CRM SP: 126265

  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • YouTube ícone social
  • Twitter ícone social
  • Facebook ícone social
  • Google+ ícone social