top of page

Como fazer uma biópsia de próstata com maior precisão

Atualizado: 11 de jan. de 2023

Você sabia que até 70% de todas as biópsias de próstata podem não encontrar focos de câncer de próstata?


Isto ocorre porque as ferramentas usadas pelos urologistas, como o toque retal e o PSA no sangue, tem alta sensibilidade mas são puo específicas para o câncer.

Condições benignas são mais frequentes e também podem alterar os resultados de exames de sangue. Abaixo, listamos algumas delas:


  • prostatite

  • hiperplasia beniga da próstata, aumento benigno do órgão

  • relacao sexual

  • andar a cavalo

  • toque retal

Exames de imagem, como a ressonancia magnética, podem melhorar a identificação de focos de câncer, facilitando assim a coleta de tecido suspeito de forma mais precisa durante a biópsia.


Em geral, uma ressonância magnética é indicada quando há suspeita de câncer de próstata, mas os testes de PSA e toque retal apresentaram resultados inconclusivos.


É recomendado que homens com mais de 50 anos ou com fatores de risco para o câncer de próstata, como, história familiar da doença, façam uma ressonância antes da biópsia.



A ressonância é um exame que usa ondas eletromagnéticas para obter imagens detalhadas do interior do corpo e pode detectar nódulos na próstata.


A biópsia é um procedimento em que se remove um pequeno fragmento de tecido da próstata para ser analisado em um laboratório e diagnosticar o câncer.






68 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page