UA-116285209-1
 
  • Dr. Bruno Benigno

Nódulos e cistos nos rins - Quais os riscos e tratamentos?

Por: Dr. Bruno Benigno [ Urologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz SP e Diretor da Clínica Uro Onco } - CRM SP: 126 265




Qual o médico procurar? Nefrologista ou Urologista?


Em casos de retirada de nódulos ou cistos nos rins, o médico urologista é o especialista responsável por executar a cirurgia, a nefrectomia.

Urologistas com áreas de atuação em oncologia costumam ter mais experiência em casos complexos, aumentando as chances da retirada do nódulo suspeito sem necessariamente remover o rim totalmente.


Já o médico nefrologista, não executa procedimentos cirúrgicos, mas é o responsável pelo acompanhamento e preservação da função de filtração dos rins, antes e após a execução da cirurgia.




Qual a diferença entre cisto e nódulo?

Cisto é toda lesão com conteúdo líquido no rim ou em qualquer outro órgão do corpo. Já os nódulos são sólidos, vascularizados, podem crescer mais rapidamente e costumam ter maior probabilidade de serem malignos.


Quanto maior o nódulo, maior a probabilidade de encontrarmos um câncer no seu interior. Já o tamanho dos cistos não se correlaciona diretamente com maior ou menor chance do desenvolvimento do Câncer.

Em geral, nódulos nos rins são tratados com cirurgia. Já os cistos mais simples e com conteúdo homogêneo, costumam ser tratados apenas com um acompanhamento a cada 6 meses. Cistos complexos e vascularizados podem representar um risco maior e em geral são removidos com cirurgia (nefrectomia).(1)


Quais os sintomas de nódulo no rim?

A maioria dos nódulos ou cistos não causam qualquer sintoma, geralmente são descobertos através da realização de exames de rotina por outros motivos como o ultrassom de abdômen por exemplo.


Após a detecção de um cisto pelo ultrassom, o paciente em geral é submetido a um exame de imagem com melhor resolução, como a ressonância magnética ou a tomografia de abdômen.


Estes exames têm a capacidade de revelar características mais detalhadas, como o formato, contorno, vascularização e sua localização em relação ao sistema de suprimento sanguíneo do rim.


Essas informações ajudam a equipe médica a identificarem os melhores candidatos para a cirurgia, assim como ajudam a calcular a probabilidade da retirada do nódulo sem a necessidade da remoção completa do rim.


Em situações onde o nódulo atingiu grandes volumes dentro da cavidade abdominal o paciente pode sentir dores nas costas, perda de peso ou mesmo sangramento na urina.


Aproximadamente 80% dos casos são detectados ainda na fase inicial e sem sintomas.(2)

As chances de cura são menores quando a doença é descoberta em um estágio avançado ou mesmo com metástases ( células do câncer de rim espalhadas em outros órgãos do corpo).




O que causa nódulos no rins?

As causas do câncer de rim não são totalmente compreendidas, os principais fatores de risco são: idade acima idade acima de 65 anos, obesidade, sedentarismo, tabagismo ou síndromes genéticas específicas (Von Hippel Lindau).(3)


Sabemos que a mutação de um gene que controla a formação de novos vasos sanguíneos pode desencadear ou mesmo acelerar o processo de multiplicação das células do câncer de rim.


Outros mecanismos envolvidos são defeitos na destruição de células cancerígenas pelo sistema imune, o que acarreta o crescimento descontrolado com características infiltrativas.





Quais os sintomas de câncer no rim?

A maioria dos nódulos no rim não causam qualquer tipo de sintoma. Entretanto, quando diagnosticados em estágios avançados ou volumosos, sintomas como dor nas costas, sangramento na urina, perda de peso e massa abdominal palpável são os principais achados.


Aproximadamente 80% de todos os tumores nos rins são detectados de forma incidental, durante exames de ultrassonografia ou tomografia de rotina para investigação de sintomas não relacionados.



Como saber se o nódulo ou cisto é um câncer?


Existem duas maneiras de descobrir se uma lesão no rim é benigna: por uma liminar para uma biópsia que remove um pequeno fragmento para análise ou mesmo uma cirurgia para remoção completa do nódulo ou cisto. (4)


Nenhum exame de imagem ou de sangue é capaz de confirmar o diagnóstico definitivo. Dessa forma, a grande maioria das vezes recomendamos a remoção cirúrgica da lesão.






Nódulo com vascularização é mais perigoso?

Sim. A vascularização de um nódulo no rim indica a possibilidade de crescimento, invasão de órgãos ao redor ou mesmo a possibilidade de disseminação de células do tumor para outras partes do corpo.


Embora não seja suficiente para o diagnóstico de câncer, é uma das características mais importantes que os urologistas levam em conta ao decidir por indicar uma cirurgia.



Podemos fazer uma biópsia antes da cirurgia?


Sim. A biópsia pode ser feita antes da cirurgia. Entretanto, 80% das vezes é possível que a cirurgia seja realizada sem necessidade e submeter a um procedimento dessa natureza.


Embora os exames de imagem, como a tomografia e a ressonância magnética, não sejam capazes de confirmar que o nosso seja de origem maligna, seus achados conseguem indicar com alto nível de certeza a probabilidade de um nódulo ser maligno.(5)

Dessa forma, é muito frequente indicarmos a remoção do nódulo mesmo sem ter a

confirmação de malignidade.




Como a biópsia é feita?