top of page

O futuro da diagnóstico do câncer de próstata: PET CT com PSMA pode melhorar a precisão da biópsia





Uma ferramenta que tem se mostrado eficaz nessa tarefa é a ressonância magnética multiparamétrica (RNM), que pode ajudar a evitar até 30% das biópsias desnecessárias. Além disso, a classificação PI-RADS estima o risco de um homem ter câncer de próstata.

No entanto, no PI-RADS 3 ainda há muita dúvida sobre a necessidade ou não de fazer uma biópsia. Neste texto, vamos falar sobre um estudo que avaliou a hipótese de que o PET CT com PSMA pode ser uma ferramenta útil para evitar biópsias desnecessárias em homens com PI-RADS 3 na ressonância.


Mas primeiro, entenda o que é a escala de PI RADS:

A escala de PI-RADS (Prostate Imaging - Reporting and Data System) é um sistema de classificação para a interpretação de exames de imagem da próstata, como a ressonância magnética (RM). Ela é utilizada para avaliar a probabilidade de um nódulo na próstata ser cancerígeno. A escala vai de 1 a 5, sendo 1 considerado como baixo risco e 5 como alto risco. A classificação é baseada em características como o tamanho, a forma e a estrutura do nódulo, bem como a suspeita de câncer na biópsia anterior.


Resumimos aqui um estudo que utilizou o PSMA PET/CT para avaliar a existência do câncer de próstata em pacientes com lesões PI-RADS 3 na RNM. Os resultados mostram que o PSMA PET/CT pode ser uma ferramenta valiosa para identificar pacientes com maior risco de câncer de próstata, permitindo um diagnóstico mais preciso e precoce. Veja como essa nova técnica pode melhorar a detecção e evitar biópsias desnecessárias.


O papel do PET CT com PSMA no diagnóstico do câncer de próstata

O estudo incluiu 78 homens que realizaram tanto a ressonância magnética da próstata quanto o PSMA PET/CT antes da biópsia. O câncer clinicamente significativo foi identificado em 26 pacientes. (1–5)


Vários fatores, incluindo o nível de PSA, volume da próstata e densidade de PSA, foram associados ao câncer clinicamente significativo. Os achados do PET, incluindo valores máximos padronizados de captação (SUVmax) e SUVmax da lesão alvo versus SUVmax de fundo, foram associados ao câncer clinicamente significativo. Comparado com outros fatores clínicos, os achados do PSMA PET/CT foram mais precisos para a detecção do câncer.


Este estudo de pacientes com lesões PI-RADS 3 sugere que o PSMA PET/CT poderia ser usado para identificar a presença de câncer de próstata clinicamente significativo.


Essa informação é importante para os homens porque indica que o PSMA PET/CT pode ser uma ferramenta útil na detecção de câncer de próstata clinicamente significativo em pacientes com lesões PI-RADS 3 na ressonância. Isso pode ajudar a identificar pacientes com maior risco de câncer de próstata e permitir que eles recebam tratamento mais cedo.


Além disso, o PSMA PET/CT pode ser uma opção adicional às técnicas de detecção de câncer de próstata existentes, melhorando a precisão geral do diagnóstico.

Quais as limitações do PSMA PET no Brasil?


Atualmente, há algumas limitações para o uso do PSMA PET no Brasil. Algumas das principais limitações incluem:

  • Disponibilidade: o PSMA PET ainda não é amplamente disponível no Brasil, e está disponível apenas em alguns centros de tratamento de câncer.

  • Custo: o PSMA PET é um procedimento caro e não é coberto pelo sistema de saúde público ou pelos planos de saúde privados.

  • Falta de estudos de longo prazo: Embora o PSMA PET tenha mostrado resultados promissores em estudos iniciais, ainda há falta de estudos de longo prazo para avaliar sua eficácia no diagnóstico do câncer de próstata.

  • Falta de padronização: o PSMA PET ainda não tem padronização de protocolos de estudo, de interpretação de imagens, de critérios de positividade e de negatividade, isso pode afetar a precisão do diagnóstico.

  • Falta de treinamento especializado: o PSMA PET é um procedimento complexo que requer treinamento para ser realizado e interpretado corretamente, e a falta de treinamento pode afetar a precisão dos resultados.

É importante mencionar que o PET CT com PSMA ainda não faz parte da lista de exames obrigatórios para o diagnóstico do câncer de próstata, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia. Portanto, ainda precisamos de estudos de custo e efetividade para incorporar de forma rotineira o teste. Além disso, ainda não há cobertura do teste pelos convênios de saúde e SUS.


Contudo, estas limitações não impedem a utilização da ferramenta após uma avaliação individualizada de cada paciente. É importante que cada caso seja avaliado de forma cuidadosa pelo médico, para que possamos tomar as decisões mais adequadas para o diagnóstico precoce do câncer de próstata.


🔸contato: ☎(11) 2769-3929 📱(11) 99590-1506 | whatsapp: 📲 https://bit.ly/2HCRkgt 💻 https://www.clinicauroonco.com.br/ Agenda: http://bit.ly/2WMMiCI R. Borges Lagoa 1070, Cj 52 V. Mariana - São Paulo - SP Dr. Bruno Benigno CRM SP 126265 Urologista do H. Alemão Oswaldo Cruz Uro-oncologia e Cirurgia robótica Instagram: @dr_benigno






565 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page