UA-116285209-1
 
  • Dr. Bruno Benigno

Os melhores tratamentos para o câncer de próstata e seus efeitos colaterais



Os melhores tratamentos para o câncer de próstata e seus efeitos colaterais: informações importantes para pacientes que desejam prevenir os impactos negativos da disfunção erétil, fadiga e muito mais


A melhor opção para o tratamento do câncer de próstata pode ser diferente em cada paciente. Há muitos fatores a serem considerados, como a gravidade do câncer e agressividade, sua idade e até mesmo preferência pessoal.

Neste artigo, revisamos as diferentes opções disponíveis para você escolher e suas vantagens e desvantagens do ponto de vista da qualidade de vida.


Introdução: O que é câncer de próstata?

O câncer de próstata é o câncer mais comum entre os homens e também é conhecido como carcinoma da próstata. Tem uma forte associação com o envelhecimento e se tornará mais prevalente à medida que os homens envelhecem.

A próstata é uma glândula em forma de noz que fica diretamente abaixo da bexiga e na frente do reto nos homens.


A próstata desempenha duas funções:

  • produz fluido que transporta os espermatozoides

  • fornece parte do fluido que constitui o sêmen.

O câncer de próstata inclui cânceres que começam em toda ou parte da glândula da próstata, independentemente de terem se espalhado para outras partes do corpo.

palavras-chave: câncer de próstata, tratamento, diagnóstico


Quais são as melhores opções de tratamento e como elas afetam a qualidade de vida?

Nesta seção, destacamos as opções de tratamento que se mostraram eficazes. Também incluímos um breve resumo sobre a qualidade de vida que o paciente pode esperar de cada opção.


Cirurgia: o principal objetivo da cirurgia é remover um tumor, mas também pode incluir a remoção de linfonodos e tecidos próximos. Geralmente é feito por meio de uma incisão ou série de cortes para remover um tumor ou outra parte do corpo.


A cirurgia robótica é uma forma de cirurgia minimamente invasiva em que o cirurgião usa um braço robótico para realizar uma operação dentro do corpo do paciente. Nesse tipo de cirurgia, há menos danos ao tecido em comparação à cirurgia aberta, pois esse método não requer grandes incisões na superfície da pele para a inserção do equipamento no corpo.

A cirurgia robótica proporciona menor dor, recuperação mais rápida da continência urinária e capacidade de ereção, menor tempo de internação e retorno mais rápido às atividades do trabalho.

Tem como desvantagem os custos e ainda não tem cobertura pelo SUS.


Radioterapia: A radioterapia é um tratamento médico que envolve a exposição à radiação ionizante como meio de matar células cancerosas e reduzir tumores.

A radiação é aplicada em doses diárias, em sessões de 30 a 40 minutos. A duração do tratamento vai de 25 a 30 dias.

Nos meses subsequentes à radioterapia, a próstata passa por um processo de atrofia, levando à morte do tecido benigno e do câncer.

A desvantagem da radioterapia é que a radiação pode causar danos irreversíveis ao revestimento da bexiga e parede do intestino, levando ao quadro de ardência para urinar, sangramentos urinários ou durante a defecação.

Centros de referência em radioterapia e que possuem equipamentos de ultima geração, tendem a ter melhores resultados de cura, com menos efeitos colaterais.


Terapia focal: A terapia focal é a modalidade de tratamento onde aplicamos calor ou frio em determinadas áreas da próstata, com a intenção de destruir o tecido benigno e do câncer.

O método mais difundido no Brasil e no mundo é o HIFU:



HIFU (High Intensity Focused Ultrassound): método cirúrgico, sem cortes e com anestesia geral. O urologista introduz um equipamento de ultrassom de alta energia através do reto do paciente.

O dispositivo gera imagens em tempo real da próstata, aplica múltiplos disparos ultrassônicos na próstata, levando ao aumento da temperatura e destruição das células cancerosas.

Tem como vantagem ser minimamente invasivo, não requer incisões e o paciente pode receber alta no mesmo dia.

Tem como desvantagens: menor taxa de cura quando comparado à cirurgia, alta taxa de infecção urinária em maior risco de retenção urinária. Além disso, os custos ainda são elevados no Brasil e não há cobertura pelas operadores de saúde até o momento (2021)

palavras-chave: tratamentos para câncer de próstata, tratamentos para câncer de próstata


Como prevenir a disfunção erétil causada pelo tratamento do câncer de próstata?


Algumas das maneiras de prevenir a disfunção erétil são:

- Coma muitas frutas e vegetais, especialmente aqueles ricos em antioxidantes, como laranja, espinafre e brócolis.

- Mantenha-se fisicamente ativo fazendo exercícios por pelo menos 30 minutos na maioria dos dias da semana.

- Mantenha um peso saudável equilibrando o que você come com a quantidade de exercícios que você faz.

- Não fume

- Faça seu preventivo anualmente. Homens que descobrem o câncer de próstata no início tem mais chance de preservação dos nervos da ereção durante a cirurgia para o tratamento do câncer de próstata

- Procure centros de referência no tratamento do câncer. Estudos indicam que profissionais com mais experiência na área podem apresentar melhores resultados funcionais.

keywords: disfunção erétil após cirurgia de próstata, disfunção erétil e tratamento de câncer de próstata


Escrito por: Dr. Bruno Benigno - Uro-oncologista ( CRM SP 126265 | RQE: 60022)





172 visualizações0 comentário