UA-116285209-1
  • Dr. Bruno Benigno

Radioterapia de resgate após a prostatectomia

Atualizado: Abr 28

Rubens Oliveira Doutor Bruno ... É com imensa alegria que recebemos o Sr. No grupo. E para começar gostaria de tirar uma dúvida .Tenho 54 anos e a quase três anos atrás, fiz uma cirurgia de prostatectomia radical e depois de um ano e meio , meu psa começou a subir aos poucos em Dezembro pasado atingiu 0,25 e o médico disse que teria que fazer radioterapia. Fiz três exames que ele pediu cintilografia óssea ,Pet psma e o psa . Não deu nada na cintilografia e no Pet psma , mas meu psa foi para 0,28 . Pergunto! Mesmo assim vou ter que fazer a rádioterapia?



Olá, Rubens


Até 30% dos homes que fazem a cirurgia podem apresentar aumentos nos níveis do PSA nos próximis 5 anos. Quando o PSA atinge o valor acima de 0,2 ng/ml, os médicos fazem uma série de exames de imagem na tentativa de identificar o foco de reativação. A cintilografia óssesa e a ressonância magnética são os testes mais comuns. Um teste mais avançado, conhecido como PET com PSMA sem uma sensibilidade 10x maior que os exames anteriores mas pode não identificar focos microscópicos de câncer de próstata. É por este motivo que o exame veio "normal". Nesta situação, a radioterapia de baixa dose pode ser usada para tratar uma área ao redor da bexiga, mesmo sem identificar um foco específico da doença. Esta estratégia permite que a doença seja controlada em uma fase precoce, o que aumenta as chances de cura. Preparei um guia sobre câncer de próstata com as principais dúvidas: confira no site abaixo https://institutosaudedaprostata.com.br/radioterapia



44 visualizações

©  2019 por Clínica Uro Onco. Responsável técnico: Dr. Bruno Benigno CRM SP: 126265

  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • YouTube ícone social
  • Twitter ícone social
  • Facebook ícone social
  • Google+ ícone social