UA-116285209-1
 
  • Dr. Bruno Benigno

Cateter duplo J. 5 coisas que você precisa saber.

O cateter duplo J é um dispositivo fino e flexível, utilizado para manter o canal urinário aberto. Em seu canal do Youtube, o Dr. Bruno Benigno (CRM SP 126265), urologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e diretor da Clínica Uro Onco, explica questões muito frequentes a respeito de sintomas, quanto tempo o cateter pode ficar no organismo, quais as possíveis complicações, entre outras.


Para conferir as explicações do Dr. Bruno, acesse o vídeo abaixo ou continue lendo para saber mais.





Quem tem só um rim pode usar o cateter duplo J?


Sim. Ter apenas um rim não é uma contraindicação para usar o cateter de duplo J.

Se o cateter está sendo usado, provavelmente há uma obstrução no ureter. Em situações como esta, o cateter pode diminuir o risco de uma complicação severa no rim, como a pielonefrite.


Inchaço ao redor da glande após o duplo J : é normal? Como proceder?


Provavelmente esse inchaço descrito não está relacionado ao cateter em si, mas ao procedimento cirúrgico. Quando o dispositivo é introduzido pela uretra, naturalmente o equipamento médico acaba encostando na entrada do pênis, o que pode provocar um pequeno inchaço nos dois ou três dias seguintes à cirurgia.

A tendência é que esse problema melhore espontaneamente e não deixe nenhuma sequela na região genital.

Entretanto, é importante manter o responsável pelo procedimento informado e seguir o repouso recomendado.


Dor após o implante do cateter: quanto tempo duram? Só passam após retirá-lo?


Os sintomas após a cirurgia podem variar entre cólica na região pélvica, ardência para urinar, pequenos sangramentos e dor nas costas. Todavia, após a retirada do cateter isso tende a melhorar em até 24 horas.

O Dr. Benigno explica que para aliviar os desconfortos, o médico receita alguns remédios, como buscopan e dipirona. Mas é importante se manter atento, pois apresentar febre, náuseas, vômitos e dor muito intensa nas costas não é normal e são sinais de alerta. Caso isso ocorra, a equipe médica responsável deve ser comunicada imediatamente.


É normal ainda sentir dores após a retirada de pedras nos rins e com o cateter duplo J já no organismo?


O médico esclarece que essas dores podem ser comuns em casos onde houve uma inflamação causada pelos cálculos. O cateter é colocado para manter livre a passagem de urina do rim até a bexiga. Enquanto a inflamação não estiver totalmente resolvida, é possível que ainda haja desconforto nas costas, região baixa do abdômen e até mesmo ao urinar.

É importante manter o repouso, tomar os remédios receitados e beber bastante água. Se após 48h medicado os sintomas persistirem, é sinal de que o antibiótico pode não estar funcionando.

Comunique seu urologista imediatamente.



Estenose de JUP e Cateter duplo J:


A estenose de JUP é um estreitamento congênito do ureter, que leva a uma dificuldade na saída da urina do rim em direção à bexiga. O quadro pode levar à dor recorrente, dilatação e perda da função do órgão.

A dor causada pela condição só será aliviada com o duplo J ou após a cirurgia para corrigir o estreitamento do canal.

O Dr. Bruno ainda ressalta: ‘’não recomendo retirar o duplo J antes que a cirurgia definitiva seja realizada.’’

A cirurgia para estenose de JUP pode ser feita de forma aberta, porém a recuperação acaba sendo mais lenta e dolorosa, por ser um procedimento mais invasivo.

A equipe do Dr. realiza essa mesma intervenção através de vídeo (laparoscopia) ou com a utilização de técnicas robóticas, que favorecem uma recuperação mais rápida ao paciente, tempo menor de internação e menor sangramento.

As taxas de cura são elevadas e, na maioria das vezes, conseguimos preservar a função normal do rim acometido.


Escrito por: Sofia Carnavalli | Assessoria de Imprensa

do Dr. Bruno Benigno




17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo