top of page
  • rp84040

Estágios do câncer de próstata e sua devida prevenção

Atualizado: 10 de jan. de 2023

A próstata fica abaixo da bexiga, em frente ao reto e envolve a parte mais interna da uretra masculina. 

O câncer de próstata é a segunda doença maligna mais frequente em homens acima de 40 anos, perdendo apenas para o câncer de pele.

Segundo dados do INCA, cerca de 70.000 homens são diagnosticados todos os anos no Brasil.




Este tipo de câncer, consiste em uma crescimento maligno de células da próstata, conhecido como um  tumor maligno na região genital masculina, e assim, sendo considerado o segundo no ranking por óbitos cancerígenos no Brasil.


No momento atual da medicina, diversos tratamentos são disponibilizados para o câncer de próstata, incluindo cirurgia, radioterapia e terapias hormonais, dependendo assim, de cada caso e qual procedimento será mais eficaz para o paciente. Exames de rotina preventivos como a análise de sangue PSA (Antígeno Prostático Específico) ou o exame de toque retal para verificar o aumento da próstata caso o PSA esteja alterado e se houver um nódulo na próstata durante o toque, será necessário a realização de uma biópsia.


Nesse contexto, em relação aos estágios, os tipos de câncer de próstata podem ser caracterizados da seguinte forma:


T0: fase em que não há evidência de tumor;

T1: quando existe um tumor ainda não identificado por exames;

T2: trata-se de um tumor em estágio primário, limitado apenas à próstata;

T3: o tumor vai além da próstata e pode afetar a cápsula prostática e vesículas seminais; 

T4: tumor invade outras áreas próximas, como reto, esfíncter e músculos;

N0: nódulos linfáticos próximos da próstata sem metástases;

N1: nódulos linfáticos próximos da próstata com metástases;

M0: inexistência de metástases à distância;

M1: presença de metástases afastadas da próstata, em outros órgãos ou ossos.



Alguns cuidados comuns e rotinas diárias, auxiliam na formação de uma vida saudável e com chances menores de desenvolver doenças em estágios avançados! É importante ressaltar que você deve procurar um urologista que irá avaliar seu quadro e determinar o melhor método para sua recuperação.





195 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page