top of page

Green Laser: revolucionando o tratamento da hiperplasia benigna da próstata

Olá, caros leitores, sejam bem-vindos mais uma vez. Hoje vamos discutir a hiperplasia benigna da próstata, uma condição que afeta aproximadamente três em cada dez homens acima dos 50 anos de idade.



Essa condição é caracterizada pelo aumento benigno da glândula prostática, resultando no estreitamento do canal uretral que passa através da próstata. O estreitamento pode causar sintomas urinários obstrutivos, tais como jato urinário fraco, sensação de bexiga não completamente esvaziada, frequência urinária noturna e urgência em urinar.

Tradicionalmente, o tratamento para essa condição envolve mudanças no estilo de vida, atividade física, controle de peso e o uso de medicamentos para relaxar e dilatar o canal uretral, além de medicamentos que ajudam a reduzir o tamanho da próstata. Infelizmente, em cerca de 30% a 40% dos homens que iniciam o tratamento medicamentoso, a próstata continua a crescer e os sintomas continuam a piorar.

Nesses casos, os urologistas são obrigados a indicar um tratamento cirúrgico para aumentar o calibre do canal prostático.

Existem três principais técnicas cirúrgicas que podem ser utilizadas para ampliar o canal uretral. Essas técnicas incluem a raspagem realizada por dentro da uretra, sendo a raspagem transuretral tradicional (RTU) uma delas. Além disso, temos a técnica de vaporização da próstata e as técnicas de enucleação da próstata, que também são realizadas pela uretra.


Outra estratégia de tratamento é a embolização da próstata, que é usada em situações especiais, especialmente para homens com problemas de saúde significativos ou próstatas muito volumosas, que apresentam alto risco cirúrgico. Além disso, temos as técnicas abdominais, que podem ser realizadas por via aberta ou robótica.


Também é importante mencionar uma categoria adicional de tratamentos menos invasivos, como o Urolift, que utiliza grampos para ampliar o canal uretral, e o Rezum, uma técnica de vaporização que recentemente se tornou disponível no Brasil.

No Rezum, é injetado vapor quente de água na próstata. Hoje, vamos demonstrar mais um caso de cirurgia utilizando o Green Laser, uma técnica de vaporização da próstata. Nesse caso específico, trata-se de um homem de 62 anos com sintomas obstrutivos que passou por uma raspagem há quatro anos, mas a próstata voltou a crescer. A próstata desse paciente tem aproximadamente 60g, dentro da faixa ideal de até 80g para essa técnica.


A cirurgia será realizada com anestesia geral, mas também pode ser feita com anestesia local e sedação. O racional por trás do uso do laser é que ele direciona sua energia para a hemoglobina, molécula do sangue, gerando temperatura e vaporizando imediatamente as células dos vasos sanguíneos e o tecido da próstata. Uma grande vantagem diferencial dessa técnica é que ela é minimamente invasiva e apresenta baixo sangramento.

Na maioria dos casos, o paciente pode retirar a sonda em menos de 24 horas após a cirurgia, e cerca de 80% dos pacientes recebem alta hospitalar sem a necessidade da sonda. Essa é uma grande vantagem desse procedimento.

Outra vantagem do uso do laser é que sua penetração no tecido é limitada, o que reduz praticamente a zero o risco de lesões na cápsula da próstata ou nos nervos responsáveis pela ereção. Complicações desse tipo são extremamente raras nesse tipo de cirurgia.


No entanto, é importante mencionar que a literatura médica indica que alguns pacientes podem apresentar sintomas de ardência na primeira semana após o procedimento, embora a recuperação para o trabalho seja mais rápida em comparação com a RTU tradicional.


Uma desvantagem do uso do laser é o custo, infelizmente. Atualmente, essa tecnologia ainda não é coberta pelos planos de saúde no Brasil, o que significa que o paciente terá um custo aproximado de cerca de 2 mil dólares para a utilização da fibra de laser.

Portanto, esse procedimento pode não ser acessível para todos, mas é uma opção interessante para homens que desejam uma recuperação mais rápida.


Hoje, minha equipe e eu estamos aqui para demonstrar mais um caso utilizando essa tecnologia do Green Laser. Vou mostrar para vocês um pouco da rotina da nossa equipe durante a cirurgia. No final, vocês poderão notar que a urina que sai da bexiga do paciente fica muito clara, o que é um bom sinal. Agradeço pela atenção de todos.


Se você quiser saber mais sobre a tecnologia do Green Laser, convido você a acessar nosso canal no YouTube, Instagram ou nosso site, www.clinicauroonco.com.br


Deixe suas perguntas nos comentários do vídeo, será um prazer interagir com vocês. Venham comigo e vou mostrar um pouco mais da nossa rotina.


Estamos aqui para realizar mais um caso de vaporização da próstata utilizando o Green Laser.

Durante o procedimento, utilizamos uma cânula de diâmetro reduzido em comparação à RTU tradicional, o que minimiza o trauma na uretra. Em vez de realizar a raspagem, usamos uma fibra de laser, conhecida como YAG laser, com potência de 180 watts. Essa fibra possui um sistema de resfriamento, o que diminui o trauma, já que a temperatura do laser é aplicada ao mesmo tempo em que um fluido resfria a ponta da fibra.


Antes de qualquer raspagem na uretra do paciente, realizamos uma uretrocistoscopia para inspecionar a área. Podemos observar um estreitamento na saída da uretra, conhecida como uretra bulbar.

É importante ressaltar que esse paciente já passou por uma raspagem anteriormente, em outro hospital, o que torna o procedimento um pouco mais desafiador.


Durante a cirurgia, temos que ter cuidado para não descer mais do que o necessário, evitando qualquer dano ao esfíncter urinário.


A raspagem continua, e podemos notar a diferença entre o início da cirurgia e o momento atual.

Os fragmentos pulverizados da próstata estão sendo removidos, e agora podemos visualizar um amplo trajeto até a bexiga do paciente, com mínimo sangramento. Apenas um pequeno vaso sanguíneo precisa ser controlado antes de finalizarmos o procedimento.


Chegou o momento de retirar o aparelho utilizado e iniciar a irrigação com um soro, que será mantido por algumas horas.


Por volta das 18 horas, no fim do dia, a sonda será removida e aguardaremos o paciente urinar. Durante esse período, a irrigação apresentará uma cor diferente da urina, o que será facilmente perceptível.

Estamos satisfeitos com o resultado alcançado nessa cirurgia, utilizando a tecnologia do Green Laser. Além de ser minimamente invasiva, apresentando vantagens como baixo sangramento e recuperação mais rápida, essa técnica oferece maior segurança em relação a lesões na próstata e nos nervos relacionados à ereção.


Agradecemos pela atenção de todos. Caso queiram saber mais sobre essa tecnologia ou tenham alguma pergunta, convidamos vocês a acessarem nosso canal no YouTube, Instagram ou visitarem nosso site em www.clinicauroonco.com.br



Encerramos essa demonstração com a certeza de que essa tecnologia oferece uma opção eficaz para homens que buscam tratamento para a hiperplasia benigna da próstata. Agradecemos novamente e até a próxima.



🔸contato: ☎(11) 2769-3929 📱(11) 99590-1506  | whatsapp: 📲https://bit.ly/2HCRkgt  💻 https://www.clinicauroonco.com.br/    Agenda:  http://bit.ly/2WMMiCI   R. Borges Lagoa 1070, Cj 52 V. Mariana - São Paulo - SP   Dr. Bruno Benigno CRM SP 126265 Urologista do H. Alemão Oswaldo Cruz   Uro-oncologia e Cirurgia robótica   Instagram: @dr_benigno

93 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page