top of page

Nova Tecnologia Green Laser: Avanços no Tratamento da Hiperplasia Benigna da Próstata




Histórico e Popularidade do Green Laser

O Green Laser, utilizado há mais de uma década na urologia, vem ganhando popularidade como uma alternativa cirúrgica menos invasiva para o tratamento da hiperplasia benigna da próstata (HBP). Esta tecnologia oferece vantagens significativas em comparação com métodos tradicionais, incluindo menos sangramento e recuperação mais rápida.



🔬 Funcionamento do Green Laser

A fibra do Green Laser, com calibre semelhante ao de uma carga de caneta, emite um raio de laser lateral que é absorvido pela hemoglobina nos vasos sanguíneos. Isso vaporiza as células, removendo o tecido prostático que obstrui a uretra. O procedimento é feito sob anestesia geral, utilizando uma microcâmera para guiar a fibra laser até a próstata.


🏥 Vantagens e Limitações

Vantagens:

- Menor tempo de uso de sonda e internação.

  - Menor risco de transfusão devido ao menor sangramento.

  - Recuperação mais rápida comparada à raspagem tradicional.

Limitações:

💊 Tratamentos Alternativos

Além do Green Laser, outros métodos incluem:

- **Medicações:** Alfa bloqueadores e inibidores da 5-PDE que relaxam o colo da bexiga, e 5-alfa redutase que reduz o tamanho da próstata.

- **Raspagem Tradicional:** Utiliza um bisturi elétrico para remover o tecido prostático.

- **Prostatectomia Aberta:** Indicada para próstatas volumosas, porém está sendo substituída por técnicas robóticas para maior conforto pós-operatório.

- **Rezum:** Utiliza vapor de água para destruir o tecido prostático, preservando a ejaculação em 90% dos casos.


📊 Estudos Científicos

Uma metanálise de 24 estudos publicada em 2021 comparou o Green Laser com a raspagem tradicional. Os resultados indicaram:

- **Curto prazo:** Menor tempo de sonda e internação, menor risco de transfusão.

- **Longo prazo:** Maior incidência de reoperações com o Green Laser devido à vaporização incompleta, mas sem diferença significativa na infecção urinária ou resíduo pós-miccional.


Outro estudo com 1.525 pacientes confirmou a eficácia do Green Laser em comparação com a raspagem tradicional, destacando menor perda de sangue e necessidade de transfusões, além de menor tempo de sonda e hospitalização.


Experiência e Recomendação do Especialista

Dr. Bruno Benigno, urologista de São Paulo, recomenda o Green Laser para pacientes com próstatas abaixo de 80g que não se preocupam com a preservação da ejaculação. Para aqueles que desejam preservar a ejaculação, o Rezum é a melhor alternativa. A raspagem tradicional ainda é uma opção eficaz para muitos casos de HBP.


Insights baseados em números:

- **Tempo de uso da sonda:** Reduzido com Green Laser e Resum.

- **Risco de transfusão:** 6,5 vezes maior na raspagem tradicional.

- **Reoperação:** 8-12% com Green Laser, 7% com raspagem tradicional.

- **Preservação da ejaculação:** 90% com Resum.


🔸contato: ☎(11) 2769-3929 📱(11) 99590-1506 | whatsapp: 📲 https://bit.ly/2HCRkgt 💻 https://www.clinicauroonco.com.br/ Agenda: http://bit.ly/2WMMiCI R. Borges Lagoa 1070, Cj 52 V. Mariana - São Paulo - SP Dr. Bruno Benigno CRM SP 126265 Urologista do H. Alemão Oswaldo Cruz Uro-oncologia e Cirurgia robótica Instagram: @dr_benigno

40 visualizações3 comentários

3 commenti

Valutazione 0 stelle su 5.
Non ci sono ancora valutazioni

Aggiungi una valutazione
Valutazione 5 stelle su 5.

Mais uma vez cheguei até o final - green laser.

Prestes a fazer uma biopsia da próstata com fusão de imagens, após:

- uma ressonância com pi-rads 4 apresentando uma "queda difusa de sinal em T2 e ADC do parênquima periférico, assumindo aspecto nodular no ápice esquerdo com 2.0 cm. em seu maior eixo, sem sinais de comprometimento capsular";

- e uma biopsia transretal com resultado negativo para indícios de malignidade com o exame imuno-histoquímico cuja conclusão apresentou: "Painel imuno-histoquímico, associado aos aspectos histológicos consistentes com o diagnóstico de fragmentos de próstata com hiperplasia glandular e estromal benigna, não existindo indícios de malignidade no material";


em função de uma suspeita de um falso negativo gerado pelo resultado do exame .

Mi piace
Risposta a

Prezado Luiz Salles,


Agradecemos por compartilhar sua experiência e suas dúvidas conosco. Compreendemos a sua preocupação, especialmente quando se trata da precisão no diagnóstico de lesões prostáticas, em particular na região do ápice da próstata.


Em casos como o seu, onde existe uma suspeita de lesão no ápice prostático e os métodos convencionais, como a biópsia transretal, podem não oferecer a precisão diagnóstica desejada, a biópsia de próstata via transperineal emerge como uma opção tecnicamente mais apropriada. Esta técnica permite um acesso mais direto e controlado ao ápice da próstata, minimizando os riscos de resultados falso-negativos.


Além disso, antes de se optar pela biópsia, é relevante considerar o uso de Ressonância Magnética com PSMA (PET/RM com PSMA), que, em associação…


Mi piace

PARABÉNS pelo video (FANTÁSTICO) cheguei até o final (Green Laser)

Mi piace
bottom of page