top of page

A biópsia da próstata com fusão de imagem de ressonância: uma visão objetiva sobre como a tecnologia

A biópsia da próstata é um procedimento importante para detectar o câncer de próstata, mas pode ser difícil de ser preciso. A fusão de imagem com ressonância magnética é uma tecnologia avançada que está ajudando a melhorar a precisão das biópsias da próstata. Neste post, vamos dar uma visão detalhada sobre como a fusão de imagem está revolucionando a detecção do câncer de próstata e como ela pode beneficiar os pacientes.



Quais as limitações da biópsia de próstata?

A biópsia da próstata é um procedimento importante para detectar o câncer de próstata, mas tem algumas limitações. Uma dessas limitações é o alto índice de falso negativo, que é de cerca de 30%. Isso significa que, em alguns casos, a biópsia pode não detectar o câncer, mesmo que ele esteja presente.



Outra limitação é a dificuldade de acertar tumores da próstata menores que 5 mm, esses tumores são mais difíceis de serem detectados devido ao seu tamanho pequeno.

Além disso, cerca de 40% dos tumores de próstata não são visíveis no exame de ultrassom, o que dificulta a detecção precoce do câncer.

Tumores na região anterior da próstata também são geralmente não detectados por técnicas de biópsia convencionais.


Qual o papel da fusão de imagens de ressonância magnética em uma biópsia de próstata?


A biópsia com fusão de imagem de ressonância magnética (MRI) torna a biópsia mais precisa, pois permite que os médicos vejam as imagens da próstata com maior detalhe e precisão, o que ajuda a identificar tumores que podem ter sido perdidos com técnicas convencionais.(1–7)


A biópsia da próstata com fusão de imagem de ressonância magnética (MRI) é uma tecnologia avançada que tem ajudado a melhorar a precisão das biópsias da próstata, mas ainda tem algumas limitações.

Algumas dessas limitações incluem:

1- Custos ainda elevados, a fusão de imagem é uma tecnologia cara e ainda não está disponível para todos os pacientes.

2- Falta de cobertura pelas operadoras, muitas vezes não é coberto pelos planos de saúde, o que torna difícil para alguns pacientes terem acesso a ele.

3- Não disponível no SUS: ainda não está disponível para os pacientes através do sistema único de saúde.

4- Precisa de médico experiente para sua realização: a fusão de imagem requer habilidade e experiência para ser realizada corretamente.

5- Disponível apenas em centros de referência. Ainda não está disponível em todos os hospitais e clínicas.


Em conclusão, a biópsia da próstata com fusão de imagem de ressonância magnética (MRI) é uma tecnologia avançada que tem ajudado a melhorar a precisão das biópsias da próstata. Embora ainda haja algumas limitações, como custos elevados e acesso limitado, essa técnica pode ser extremamente benéfica para os pacientes com risco elevado de câncer de próstata.


Se você está preocupado com o risco de câncer de próstata, recomendamos que converse com nossa equipe para avaliar se a biópsia com fusão de imagem é uma opção adequada para você. Nós estamos aqui para ajudá-lo a tomar as melhores decisões sobre sua saúde e bem-estar. Entre em contato conosco hoje para marcar uma consulta e descobrir mais sobre como essa tecnologia pode beneficiá-lo.


rodape 🔸Não deixe para amanhã cuidados que precisam ser diários! ☎(11) 2769-3929 📱(11) 99590-1506 Faça contato direto pelo whatsapp: 📲 https://bit.ly/2HCRkgt 💻 https://www.clinicauroonco.com.br/ Agende online: http://bit.ly/2WMMiCI Rua Borges Lagoa 1070, Cj 52 Vila Mariana - São Paulo - SP Dr. Bruno Benigno CRM SP 126265 | RQE 60022 Urologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz SP Diretor da Clínica Uro Onco Especialista em Uro-oncologia e Cirurgia robótica Instagram: @dr_benigno #urologia #saúde #urooncologia #vidasaudável #uro #urologia #medicina #drbrunobenigno #uroonco #onco #oncologia #PSA #cancerdeprostata #prostata #cirurgiarobotica #novembroazul






276 visualizações0 comentário

Коментари

Оценено с 0 от 5 звезди.
Все още няма оценки

Добавяне на отзив
bottom of page