UA-116285209-1
 
  • Dr. Bruno Benigno

O que esperar de sua biópsia de próstata? ASAP | ATROFIA | CÂNCER | EFEITOS COLATERAIS

O que esperar de sua biópsia de próstata? ASAP | ATROFIA | CÂNCER | EFEITOS COLATERAIS



Em seu canal no Youtube, o Dr. Bruno Benigno (CRM SP 126265), Urologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e diretor da Clínica Uro Onco - São Paulo (SP), esclarece algumas questões sobre a biópsia de próstata, um tema que causa muitas dúvidas no dia a dia dos pacientes no consultório do urologista, até por ser um procedimento invasivo e muito importante para o diagnóstico do câncer de próstata.


Para saber mais sobre o assunto, confira o vídeo abaixo ou continue lendo.





1- Resultado após a biópsia de próstata - O que é proliferação de ácinos?


O Dr. Bruno começa explicando que existem alguns resultados que uma biópsia de próstata pode apontar:

  • o tecido normal

  • tecido benigno, que é a hiperplasia

  • atrofia, que são as glândulas dentro do órgão que com o passar do tempo vão ‘’morrendo’’

  • prostatite crônica e aguda

  • o próprio câncer de próstata

  • proliferação de pequenos ácinos (ASAP), termo médico usado para definir ‘’glândulas de formato alterado’’.


O médico ainda completa que como esses ácinos têm um formato diferente em alguns homens (como um pequeno ‘’cachinho’’ de uva microscópico), isso pode confundir o médico que está analisando o resultado da biópsia. Neste caso, um teste em formato de corante chamado ‘’imuno-histoquímica’’ é usado em cima do tecido removido da próstata, podendo responder se existe ou não a presença de um câncer.


2- O que significa PMX no resultado da biópsia?


P = Patologia, o caso em que a próstata já foi removida.

M = Metástase

X = Indica que a metástase não foi identificada.


Esse resultado costuma ter mais relevância para homens que já retiraram a próstata.


3- Sobre o uso de sonda após o procedimento de biópsia.


O especialista esclarece que é muito raro um homem precisar de sonda após o procedimento. Isso acontece apenas em situações em que o paciente realizou a biópsia e teve dificuldade para urinar (retenção urinária) em seguida.


Nesta circunstância, a sonda pode ficar por um curto período de tempo, chamada de sonda de alívio, ou por um tempo maior, por volta de uma semana.


4- O que é ''Atrofia Acinar''?


Relembrando o que foi falado anteriormente, a atrofia é um dos possíveis resultados de uma biópsia de próstata. Esse resultado não indica câncer e é normal, encontrado em até 40% de todas as biópsias feitas.


Assim como a hiperplasia, é um fenômeno natural que acontece na próstata de todos os homens. Ou seja, se todos com mais de 50 anos tivessem suas próstatas biopsiadas, há grande probabilidade da maioria apresentar focos de atrofia.


5- Ardência para urinar após a biópsia de próstata, é normal?


Por ser um procedimento invasivo que faz com que a próstata fique inflamada por alguns dias, o Dr. Benigno explica que é absolutamente normal e em 40% dos casos costuma sumir em até 2 semanas.


Outro sintoma comum é o esperma com sangue, que normalmente dura de 3 a 4 semanas, mas ambas ocorrências dificilmente deixam alguma sequela, são totalmente reversíveis e não apresentam impactos para a saúde do homem.


É importante que o paciente respeite o repouso, tome bastante líquido e faça uso dos antibióticos prescritos após a biópsia. O médico deve ser comunicado caso haja sinal de febre, calafrios ou mal-estar geral.



A biópsia é a única forma de afastar ou confirmar a existência de um câncer de próstata. É indicada em casos selecionados, para homens com PSA alto, com nódulo detectável no toque retal ou pelo exame de ressonância magnética.


Em seu canal no YouTube, o Dr. Benigno tem um conteúdo muito vasto explicando sobre as indicações e complicações deste procedimento, confira caso tenha interesse e nos conte o que achou, sua opinião é muito importante para a nossa equipe.






24 visualizações0 comentário