UA-116285209-1
 
  • Dr. Bruno Benigno

O que pode ser sangue na urina? Tipos, causas e o risco do câncer.


O sangramento na urina, conhecido também como "hematúria", pode ser visível ou invisível (detectado em exames de urina, sem sintomas).



As suas principais causas são:

  • Infecção urinária, a mais frequente.

  • Pedras nos rins, que podem passar pelo ureter e ir até a bexiga. Esse trajeto pode machucar o canal e causar sangramentos.

  • Cistites crônicas, que são inflamações repetitivas na bexiga.


Contudo, a lista das causas de sangramentos na urina é muito longa, podendo chegar a até 100 diferentes causas.

O ponto importante é que uma pequena parte desses sangramentos é causada pelo câncer de bexiga.

Por exemplo, se os pacientes fossem divididos em dois grupos, aqueles que apresentam sangue vivo na urina têm cerca de 13% o risco de apresentar algum tumor na bexiga. Já naquelas que apresentam apenas o sangramento considerado invisível, o risco é de 5%.


Nessas situações, o papel do urologista é identificar quais pacientes têm o risco de desenvolver uma complicação mais séria, afastar o diagnóstico de infecção urinária, cálculo renal e outras complicações.


Para ter dados mais precisos, são selecionadas as pessoas que têm mais risco de desenvolver o câncer de bexiga, sendo elas:


  • Com idade superior a 40 anos.

  • Os tabagistas.

  • Aquelas que já receberam quimioterapia ou radioterapia no passado.

  • Tiveram exposição ocupacional a derivados do petróleo, como benzeno.


A partir disso o urologista tende a fazer novas solicitações, como:


  1. Repetir o exame de urina para afastar a infecção urinária.

  2. Fazer um exame conhecido como ``citologia urinária``, para a pesquisa de células anormais na urina, incluindo as do câncer.

  3. Exames de imagem, desde um ultrassom e exames com maior resolução, como a urorressonância ou a urotomografia.


Quando esses passos são seguidos, a identificação do possível foco de sangramento ocorre em 80 a 90% das vezes.

Entretanto, em situações específicas em que não se sabe onde o foco do sangramento se encontra, é necessário fazer um exame invasivo, chamado ``cistoscopia``, um tipo de endoscopia (nesse caso, feito pelo canal da uretra), com o paciente sedado em um hospital ou clínica para observar o interior de sua bexiga.


A cistoscopia pode ser necessária quando os exames de imagem não identificam qualquer irregularidade no sistema urinário mas o sangramento ainda persiste.


Ou seja, a cistoscopia pode ser tanto diagnóstica (pois permite ver dentro da bexiga), quanto terapêutico, já que é possível tratar o foco do sangramento, utilizando um bisturi especial, que faz uma raspagem no interior da bexiga. O material removido é enviado para um laboratório para a análise minuciosa, permitindo confirmar ou afastar a existência de um câncer.


É importante ressaltar que o objetivo desse texto é trazer informações úteis que possam tirar as dúvidas sobre um assunto tão relevante, o sangramento na urina.

Em sua grande maioria, os episódios de sangramento não oferecem risco maior para a saúde dos pacientes e podem ser causados por uma simples infecção urinária.

Independente do caso, busque sempre compartilhar as informações com o seu médico para que ele possa identificar e tratar o caso corretamente.


Nós, da Clínica Uro Onco, seguimos à disposição para ajudar sempre que necessário.


O texto acima foi feito baseando-se no vídeo abaixo, confira e nos conte o que achou:




Escrito por: Sofia Carnavalli | Assessoria de Imprensa

do Dr. Bruno Benigno ( CRM SP 126265)




Posts recentes

Ver tudo