UA-116285209-1
 
  • Dr. Bruno Benigno

3 coisas que você PRECISA saber sobre pedras nos rins


O que pode causar as pedras nos rins? - Como evitar e qual a sua relação com a alimentação.


As pedras nos rins levam milhares de pessoas todos os anos aos atendimentos de urgência com um quadro conhecido como ‘’cólica renal’’,

que nada mais é do que a saída de uma pequena pedra em direção à bexiga, mas que fica presa no canal ureter, que é o que faz a conexão entre o rim e a bexiga.

Essa interrupção no fluxo de urina causa muita dor, como uma cólica, fazendo com que muitas pessoas após o episódio procurem formas de prevenir para que não ocorra novamente.


Em primeiro ponto, é necessário avaliar o histórico familiar do paciente. O Dr. Bruno Benigno, urologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e diretor da Clínica Uro Onco, explica que isso se dá ao fato de que pessoas com familiares que já tiveram pedras nos rins têm, em média, 50% maior risco de ter essa condição.


Quais os alimentos que causam pedras nos rins?


O sal em excesso na dieta acaba sendo eliminado pela urina, e esse excesso na urina acaba deixando pouco espaço para diluir outros componentes, como o cálcio. Quando esse componente acaba sobrando na urina, ele pode acabar eventualmente cristais que no futuro, se tornarão as pedras. Ou seja, o excesso de sal na alimentação deve ser controlado.


Uma dieta rica em alimentação animal, como carne bovina, frango, peixe e porco pode aumentar os níveis de ácido no corpo e na urina, tornando mais fácil para o oxalato de cálcio e para as pedras de ácido úrico se formarem. (1)

Sabe-se também que descontroles na flora intestinal fazem com que as bactérias em nosso intestino produzem uma quantidade muito grande de oxalato, que acaba sendo absorvido pela corrente sanguínea, se ligando ao cálcio no rim, formando um componente chamado ‘’oxalato de cálcio’’, pouco solúvel e com grande facilidade de criar cristais.


Ainda segundo o especialista, deve ser avaliada a quantidade de ácido úrico na alimentação. É possível formar pedras de ácido úrico na urina por excesso de alimentos que contém esse componente, como o brócolis, as castanhas, excesso de feijão


Como prevenir as pedras nos rins?


O excesso de algumas medicações e síndromes genéticas podem facilitar também para gerar a condição, mas outros fatores de risco que devem ser analisados é a cirurgia bariátrica, já que muitas pessoas que passaram pelo procedimento apresentam uma alteração no componente de absorção de nutrientes no trato intestinal, e doenças intestinais que causam diarreia (como as úlceras de olite), já que a diarreia pode resultar em grande perda na quantidade de água do organismo, diminuindo o fluxo da urina.


É sempre recomendado por todos os especialistas tomar bastante água, evitar líquidos como refrigerantes que acabam matando a sede, porém, não hidratam.

Existe um exame feito na urina chamado ‘’Urina de 24 horas’’, que é uma coleta de todas as urinas que uma pessoa faz em um dia em um pote grande, o qual permite uma análise para extrair informações a respeito dos componentes na urina. E, baseado nessas informações, medidas são tomadas para conter a formação de cálculos renais.


Nem sempre essas estratégias funcionam para todos, e em alguns casos são necessárias intervenções cirúrgicas, tanto pouco invasivas como a litotripsia externa, quanto a litotripsia a laser.


Para saber mais sobre o assunto, acesse:



Não deixe para amanhã os cuidados que precisam ser diários, busque sempre a ajuda do urologista mais próximo de você!



Escrito por: Sofia Carnavalli l Assessoria de Imprensa do

Dr. Bruno Benigno - CRM SP 126265



1. Kidney Stones: Symptoms, Diagnosis & Treatment - Urology Care Foundation [Internet]. [citado 11 de maio de 2021]. Disponível em: https://www.urologyhealth.org/urology-a-z/k/kidney-stones


144 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo