top of page

Entendendo o PSA e o Câncer de Próstata - Perguntas e Respostas com Dr. Bruno Benigno




Introdução

O câncer de próstata é uma das maiores preocupações de saúde para os homens, especialmente à medida que envelhecem. Um dos principais marcadores utilizados para a detecção e monitoramento desta doença é o Antígeno Prostático Específico, mais conhecido como PSA. Neste artigo, baseado em um vídeo informativo do Dr. Bruno Benigno, renomado urologista e oncologista, exploraremos as dúvidas mais comuns sobre o PSA e o câncer de próstata, esclarecendo-as de maneira acessível e informativa.

1. Bloqueio Hormonal no Tratamento do Câncer de Próstata

O tratamento do câncer de próstata avançado frequentemente envolve o bloqueio hormonal, que tem como objetivo reduzir os níveis de testosterona, um hormônio que pode estimular o crescimento das células cancerígenas. Este tratamento pode ser realizado através de medicações injetáveis, como a gosserrelina ou a triptorrelina. Estas drogas atuam diminuindo a produção de testosterona pelos testículos, o que pode ajudar a controlar a progressão da doença.

2. Efeitos Colaterais do Tratamento

Os pacientes submetidos ao bloqueio hormonal podem experimentar diversos efeitos colaterais. Um dos mais comuns é o inchaço nas pernas, que pode ser causado pela retenção de líquidos. Outro efeito colateral possível é o aumento da pressão arterial. Em alguns casos, pode ser necessário o uso de diuréticos ou a intervenção de um cardiologista para gerenciar esses efeitos.

3. Metástases Ósseas e Dor

O câncer de próstata pode se espalhar para os ossos, causando metástases ósseas. Essas metástases podem ser dolorosas e são um indicativo de que o câncer está em um estágio avançado. A dor na coluna pode ser um sinal de metástases ósseas e deve ser investigada por um especialista.

4. Tratamento Paliativo

Em alguns casos, quando o câncer de próstata está em um estágio muito avançado ou o paciente apresenta outras condições de saúde significativas, o tratamento pode ser paliativo. Isso significa que o foco é controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida, em vez de buscar a cura da doença.

5. Uso de Sonda Uretral

Pacientes com câncer de próstata avançado podem necessitar do uso de uma sonda uretral para drenar a urina. Isso pode ocorrer devido ao crescimento do tumor obstruindo a passagem da urina ou por disfunção da bexiga. O uso da sonda é uma medida temporária e, dependendo da situação, pode ser possível remover a sonda após tratamentos específicos.

6. PSA Livre e Total

A relação entre o PSA livre e o PSA total é um importante indicador no diagnóstico do câncer de próstata. Um PSA total elevado com um PSA livre baixo pode indicar um maior risco de câncer de próstata. É essencial que os homens façam exames regulares de PSA e consultem um urologista para uma avaliação adequada.

Conclusão

O câncer de próstata é uma doença complexa, mas com o avanço da medicina, há cada vez mais opções de tratamento disponíveis. É crucial que os homens estejam atentos à sua saúde urológica e realizem exames regulares. Em caso de dúvidas ou sintomas, a consulta com um especialista, como o Dr. Bruno Benigno, é fundamental para um diagnóstico preciso e um tratamento eficaz.



🔸Não deixe para amanhã cuidados que precisam ser diários! ☎(11) 2769-3929 📱(11) 99590-1506 Faça contato direto pelo whatsapp: 📲 https://bit.ly/2HCRkgt 💻 https://www.clinicauroonco.com.br/ Agende online: http://bit.ly/2WMMiCI Rua Borges Lagoa 1070, Cj 52 Vila Mariana - São Paulo - SP Dr. Bruno Benigno CRM SP 126265 | RQE 60022 Urologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz SP Diretor da Clínica Uro Onco Especialista em Uro-oncologia e Cirurgia robótica Instagram: @dr_benigno #urologia #saúde #urooncologia #vidasaudável #uro #urologia #medicina #drbrunobenigno #uroonco #onco #oncologia #PSA #cancerdeprostata #prostata #cirurgiarobotica #novembroazul


58 visualizações0 comentário
bottom of page