UA-116285209-1
 
  • Dr. Bruno Benigno

Existe alguma forma de diminuir o PSA?

Sim. Segundo o Dr. Bruno Benigno (CRM SP 126265), urologista do hospital Alemão Oswaldo Cruz e diretor da Clínica Uro Onco, existem as seguintes maneiras:


  • Com medições. Existem remédios que diminuem o volume da próstata, um deles é a dutasterida ou finasterida e, reduzindo o tamanho da próstata, o PSA consequentemente acompanha e vai ser diminuído.

É muito comum que existam dúvidas sobre a existência de alguma forma caseira ou remédio natural que tenha efeito sobre a próstata e o PSA.



O especialista afirma que atualmente, em 2021, não é conhecida pela ciência nenhuma medicação caseira com o poder de diminuir os valores do PSA.

Mas sabemos que a atividade física regular, ou seja, evitar o sedentarismo e evitar a obesidade são medidas que podem ser benéficas e tendem a diminuir a velocidade de crescimento da próstata , logo, também podem impactar indiretamente nos níveis de PSA.

  • É preciso cuidar de questões como infecções urinárias, já que nesses casos, naturalmente o PSA sobe.

Em outras palavras, se a infecção urinária for tratada, o PSA também tende a acompanhar.

Outra forma de diminuir o PSA é investigar se você tem uma prostatite crônica ou uma prostatite aguda que também são causas conhecidas de elevação do PSA. Nesses casos o tratamento tem que ser feito de forma adequada para cada condição citada.


Do ponto de vista prático, não há comprovações científicas sobre a eficiência de medicações caseiras. Existem muitas pessoas que relatam o uso de chás ou medicações artesanais, onde obtiveram um resultado de diminuição dos níveis de PSA, mas o Dr. Bruno afirma que uma das principais questões é que não conseguimos reproduzir essas medicações e doses de pessoa para pessoa, pois muitas vezes esses componentes não tem uma padronização em sua produção.

Posto isso, os médicos acabam não recomendando e incentivando essas medicações caseiras e artesanais, simplesmente porque não foram testadas em estudos científicos.


Acabamos recebendo muitas perguntas e até depoimentos de pessoas que tiveram bons resultados e chegaram a reduzir o PSA com medicações. Todavia, são medicações como a dutasterida ou finasterida que tem, de fato, o efeito mais impactante e comprovado no PSA.


É relevante ressaltar que o rastreamento para o câncer de próstata deve começar aos 50 anos, e para homens negros ou que tem casos na familia de pai ou irmão com câncer de próstata, devem começar um pouco mais cedo, aos 45 anos.

É de grande importância fazer o PSA e realizar também o exame de toque retal, repetindo esses exames uma vez por ano.


Toda vez que o valor do PSA passa de 4, uma luz amarela acende e talvez uma biópsia próstata pode ser necessária.


O texto acima foi baseado em um vídeo do próprio Dr. Bruno Benigno, onde é possível encontrar essas e outras informações sobre PSA e câncer de próstata em seu canal.


Confira e nos conte o que achou ou se há algum relato sobre medicações artesanais que gostaria de compartilhar conosco, será um prazer interagir sobre o assunto:






Escrito por: Sofia Carnavalli | Assessoria de Imprensa

do Dr. Bruno Benigno (125265).