top of page

Imunoterapia pré-operatória para câncer de bexiga: Novo horizonte ou opção arriscada?

Hoje estou aqui para falar sobre um tema importante: o câncer de bexiga invasivo da musculatura em estágio avançado e o papel da imunoterapia antes da cirurgia, também conhecida como tratamento neo adjuvante neoadjuvante.



O objetivo dessa estratégia é estimular o sistema imunológico do paciente a reconhecer as células do Câncer, diminuindo assim a possibilidade do retorno da doença no futuro, além de melhorar os resultados obtidos após a cirurgia de retirada completa do órgão.


Esta estratégia não é nova e já vem sendo aplicada a aproximadamente 30 anos. contudo, classicamente a quimioterapia é a estratégia usada nesse cenário.


Neste vídeo eu vou explicar para você quais são as possíveis vantagens da utilização da imunoterapia em pacientes com câncer de bexiga que se preparam para a retirada do órgão.


Para quem não me conhece, eu sou o Dr. Bruno Benigno, urologista em São Paulo Capital, Diretor da Clínica Uro Onco e Coordenador de Uma das Equipes de Urologia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

O câncer de bexiga invasivo da musculatura e sem metástase é uma doença altamente agressiva, com resultados a longo prazo pouco favoráveis. Atualmente, a quimioterapia baseada na droga cisplatina antes da cirurgia é o padrão de tratamento, com taxas de desaparecimento completo do tumor de cerca de 36-42%, além de favorecer a melhoria na expectativa de sobrevivência no longo prazo em comparação à cirurgia sozinha.


Apesar dos benefícios do NAC com quimioterapia, muitos pacientes não podem receber cisplatina por dificuldades na filtração do rim ou mesmo optam apenas pela cirurgia. Por isso, precisamos de abordagens mais eficazes e melhor toleradas toleradas nesse cenário.



As terapias de imunoterapia têm sido revolucionárias. Elas já são aprovadas para certos estágios do câncer de bexiga metastático e outros tipos de câncer, como o melanoma e câncer de pulmão, por exemplo. Mas ainda não são aprovadas para uso pré-operatório em todos os pacientes com câncer de bexiga até a data deste vídeo, agosto de 2023..


A boa notícia é que estudos vêm mostrando resultados promissores com terapias de imunoterapia pré-operatória. Em um deles, o estudo PURE-01, que investigou o uso de uma droga imunoterapia chamada pembrolizumab antes da cirurgia, mostrando taxas de resposta similares à quimioterapia tradicional, mas com menos efeitos colaterais e melhor tolerada por pacientes com dificuldade na filtração do rim.(1)


Outro estudo, o ABACUS, testou outra imunoterapia, o atezolizumab, em pacientes que não podiam receber a quimioterapia com a droga cisplatina.(2,3) Embora os resultados não tenham sido tão bons quanto os do primeiro estudo, a taxa de sobrevivência foi significativa.


É importante destacar que o manejo dos efeitos colaterais e a seleção adequada dos pacientes são essenciais nesses tratamentos. O médico oncologista juntamente com o urologista são os especialistas responsáveis por determinar quais são as melhores estratégias de tratamento em cada caso e se o paciente é ou não elegível para inclusão em estudos científicos com imunoterapia.



Além disso, as terapias direcionadas, que agem especificamente em algumas mutações do câncer, também estão sendo exploradas e podem ser uma opção para alguns pacientes, como aqueles portadores de uma mutação no gene FGFR3. Esta mutação pode ser identificada no próprio tecido tumoral na bexiga do paciente.(4)


Em resumo, temos visto avanços significativos no tratamento do câncer de bexiga. O NAC ainda é o padrão de cuidado, mas estamos caminhando para novas terapias pré-operatórias que podem melhorar os resultados a longo prazo.


Aguardamos ansiosamente os resultados de estudos mais robustos e esperamos que essas novas abordagens possam trazer esperança para os pacientes que lutam contra o câncer de bexiga.

A colaboração em larga escala entre profissionais do mundo inteiro, inclusive a nossa equipe, está sendo importante para impulsionar ainda mais o campo da urologia no tratamento do câncer de bexiga invasivo.


Lembrando sempre que a prevenção e o diagnóstico precoce são essenciais. Cuide-se e fique atento à sua saúde! Até a próxima!



🔸Não deixe para amanhã cuidados que precisam ser diários! ☎(11) 2769-3929 📱(11) 99590-1506 Faça contato direto pelo whatsapp: 📲 https://bit.ly/2HCRkgt 💻 https://www.clinicauroonco.com.br/ Agende online: http://bit.ly/2WMMiCI Rua Borges Lagoa 1070, Cj 52 Vila Mariana - São Paulo - SP Dr. Bruno Benigno CRM SP 126265 | RQE 60022 Urologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz SP Diretor da Clínica Uro Onco Especialista em Uro-oncologia e Cirurgia robótica Instagram: @dr_benigno #urologia #saúde #urooncologia #vidasaudável #uro #urologia #medicina #drbrunobenigno #uroonco #onco #oncologia #PSA #cancerdeprostata #bexiga #cirurgiarobotica #cancerdebexiga



26 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page