top of page

Ciclismo e Câncer de Próstata: Vilão ou Aliado? Descubra a Verdade!

Olá a todos, sou o Dr. Bruno Benigno, urologista aqui em São Paulo, e hoje vou falar sobre um tema importante para a saúde da próstata: a relação entre o ciclismo e o câncer. Então vamos lá. Vou explicar de forma simples e direta.



Alguns estudos científicos apontaram uma possível ligação entre o ciclismo regular e o câncer de próstata. Em 2014, um grupo de pesquisadores australianos sugeriram que o aumento do tempo de pedalada, de menos de 3,75 horas para mais de 8,5 horas por semana, aumentava o risco de desenvolver câncer de próstata. É importante ressaltar que esse risco foi observado apenas em homens acima de 50 anos, mas ainda assim foi uma informação surpreendente. (1)

No entanto, vale lembrar que esse estudo comparou apenas ciclistas, não levando em conta pessoas que não praticam ciclismo como grupo controle. E o resultado revelou que mesmo os ciclistas que pedalaram mais de 8,5 horas por semana ainda tinham um risco menor de desenvolver câncer de próstata do que os não ciclistas, sugerindo que na verdade o ciclismo pode ter um efeito protetor, na verdade, quando comparamos com não ciclistas.(1,2)


Mas será que o ciclismo causa câncer de próstata?

Bom, os cientistas que advogam que sim listam os seguintes possíveis mecanismos de ação e fatores que podem aumentar o risco de desenvolver essa doença:

  1. Inflamação da próstata: A pressão constante na região do períneo durante a pedalada pode levar a inflamações na próstata, que é um fator de risco para o câncer.

  2. Testosterona: A prática intensa do exercício pode aumentar temporariamente os níveis de testosterona, o que poderia incentivar o crescimento das células cancerígenas da próstata. No entanto, isso acontece geralmente nos primeiros 15 a 60 minutos após o exercício e raramente ocorre em homens acima de 55 anos.(3)

  3. Radicais livres: O exercício vigoroso, especialmente em pessoas não treinadas, produz espécies reativas de oxigênio que podem danificar o DNA, sendo o primeiro passo para a iniciação e progressão do câncer.

Outros estudos mostram que passar mais tempo pedalando pode aumentar a pressão na região do períneo e, potencialmente, na próstata, o que pode estar associado ao desenvolvimento de disfunção erétil, mas esta hipótese nunca foi comprovada em estudos científicos populacionais bem desenhados. Além disso, após exercícios intensos e prolongados, ocorre o aumento de radicais livres, que também podem estar relacionados ao câncer.(2)


No entanto, um estudo mais recente, realizado em 2020, com mais de 8.000 ciclistas masculinos, não encontrou uma correlação positiva entre o ciclismo e o desenvolvimento de câncer de próstata. Esse estudo levou em conta diversos fatores, como frequência de pedalada, fatores de risco cardiovasculares e de câncer de próstata. Portanto, não há evidências sólidas que comprovem a relação direta entre ciclismo e câncer de próstata. (4,5)


Na verdade, o ciclismo pode trazer benefícios para a saúde da próstata. A prática de exercícios aeróbicos pode ajudar a reduzir a obesidade, melhorar a sensibilidade à insulina, diminuir fatores de crescimento como o IGF, fortalecer o sistema imunológico e reduzir a inflamação. Tudo isso pode contribuir para diminuir o risco de câncer de próstata.


Quanto à alimentação, ela também desempenha um papel importante na saúde da próstata. Alimentos ricos em antioxidantes, polifenóis e vitaminas essenciais para a reparação dos tecidos são altamente recomendados. Alguns exemplos são peixes oleosos, brócolis, romã e cúrcuma.

Para concluir, é essencial que todos os homens acima de 50 anos estejam atentos ao risco de câncer de próstata e conversem com seu médico para realizar exames periódicos. Lembre-se de que nem sempre o câncer de próstata apresenta sintomas visíveis, mas alguns sinais incluem aumento da frequência urinária, fluxo de urina fraco e presença de sangue na urina ou no sêmen.


O ciclismo, quando praticado de forma adequada, pode ser benéfico para a saúde da próstata, auxiliando na redução de fatores de risco como a obesidade. Uma dieta equilibrada, rica em antioxidantes, também é importante. O mais importante é estar ciente dos fatores de risco e sintomas, e buscar orientação médica para prevenir e detectar precocemente o câncer de próstata.


Espero que estas informações sejam úteis para vocês. Se tiverem alguma dúvida, deixem nos comentários abaixo. Até a próxima!



🔸Não deixe para amanhã cuidados que precisam ser diários! ☎(11) 2769-3929 📱(11) 99590-1506 Faça contato direto pelo whatsapp: 📲 https://bit.ly/2HCRkgt 💻 https://www.clinicauroonco.com.br/ Agende online: http://bit.ly/2WMMiCI Rua Borges Lagoa 1070, Cj 52 Vila Mariana - São Paulo - SP Dr. Bruno Benigno CRM SP 126265 | RQE 60022 Urologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz SP Diretor da Clínica Uro Onco Especialista em Uro-oncologia e Cirurgia robótica Instagram: @dr_benigno #urologia #saúde #urooncologia #vidasaudável #uro #urologia #medicina #drbrunobenigno #uroonco #onco #oncologia #PSA #cancerdeprostata #prostata #cirurgiarobotica #novembroazul




80 visualizações2 comentários

2 Σχόλια

Βαθμολογήθηκε με 0 από 5 αστέρια.
Δεν υπάρχουν ακόμη βαθμολογίες

Προσθέστε μια βαθμολογία

Informação muito importante p nós q praticarmos o ciclismo

Μου αρέσει
Dr. Bruno Benigno
Dr. Bruno Benigno
09 Αυγ 2023
Απάντηση σε

muito obrigado pelo comentario

Μου αρέσει
bottom of page